(85) 4113.0033 | (85) 9.9996.9991 contato@growdigitalcom.br

Está na hora de investir em marketing digital para vender muito mais!

Marketing digital focado em vendas envolve desde a criação de sites, anúncios em redes sociais, propagandas, Facebook Ads, Google AdWords ou até gerar leads e e-mail marketing para captar clientes – primeira função do marketing digital.

O objetivo é gerar vendas, mas o relacionamento com o cliente também é de suma importância, porque ele será o responsável pela divulgação do produto ou do serviço.

O marketing digital, se você não sabe, é uma das maneiras de se propagar uma marca e lucrar de forma permanente na internet. Porém, para que a divulgação e o lucro se tornem ainda mais recorrentes, necessita-se maior presença nesse meio, isto é, utilizar apenas sites e propagandas não é o suficiente. Mandar newsletter, investir em propagandas no YouTube, aparecer em outras mídias, geram maiores cliques e, consequentemente, mais pessoas visualizarão a empresa e podem vir a concretizar sua compra.

Antes mesmo de começar a divulgação do produto ou do serviço, as pessoas se esquecem de analisar o mercado e a entender os clientes de forma coerente.

Principais aspectos marketing digital vendas

Para conseguir consumidores em peso, as empresas e marcas estão apostando no marketing digital para alcançar o sucesso de forma rápida e surpreendente. Você sabe quais são os principais aspectos para marketing digital vendas?

  • Planejamento de marketing adequado para cada tipo de anúncio;
  • Profissionais especializados;
  • Campanha tem de ser clara;
  • Não pode haver complexidade no anúncio;
  • Criatividade;
  • É possível utilizar ferramentas simples com a ajuda do Facebook;
  • Focar nas redes sociais traz benefícios e compensa no futuro, só que tem de haver dedicação e atenção.

Exemplo de Starbucks

Por exemplo, você sabe o que a Starbucks fez por meio do marketing digital e da tecnologia para vender mais e se tornar um dos cases de sucesso?

A marca atingiu notoriedade quando criou o aplicativo que seria útil para seu consumidor frenético por um café. É difícil criar um aplicativo que realmente fosse dar alguma utilidade, principalmente se é sobre café. Mas a Starbucks lançou e mostrou genialidade nas configurações.

O aplicativo mostra onde estão as unidades mais perto de você; você pode fazer um pedido pelo celular para não ter de pegar fila; pode pagar via o dispositivo móvel; e ainda pode acumular pontos.

Para os jovens que são fissurados em ficar o dia inteiro no celular, a marca atingiu o objetivo em aproximar esses consumidores com a marca, garantindo inovação e facilidade.

Então, vamos descobrir agora como você pode lucrar com o marketing digital e aumentar suas vendas!

Funil de Vendas - Consultoria em Marketing Digital

Funil de Vendas: foco em marketing de conteúdo

O funil de vendas é a primeira forma de vender por meio do marketing digital, porque nada mais é do que promover o marketing de conteúdo, chamando atenção do cliente com informação relevante e muito mais útil, justamente para conquistar e gerar lead!

Entretanto, quando se fala em funil de vendas, é preciso saber o que se espera em cada parte – começo, meio e fim.

Topo de funil

Enquanto no começo o objetivo é atrair o leitor e o contato do cliente, os textos e a identidade devem tratar de um assunto novo de forma imparcial, a fim de notificar e trazer uma informação nova ao cliente, como se ele precisasse daquilo. É chamado de atração para “fisgar” o potencial cliente.

Meio de funil

Já no meio do funil, o conteúdo deve ser chamativo, para que o potencial cliente perceba que é você – e não a concorrente – que tem a solução que ele necessita. Claro que você não deve fazer isso explicitamente, porque é o leitor quem deverá chegar nessa conclusão com uma ajudinha do conteúdo, em que você mostrará dados, análises e alternativas para ele, sempre objetivando que ele compreenda que a sua solução é a melhor. Com isso, você acaba direcionando o seu leitor ao seu conteúdo.

Fundo de funil

Já quando se fala no conteúdo do fundo de funil, é preciso ainda mais atenção e muita determinação, pois é o tipo de conteúdo que irá determinar o término da jornada do funil, literalmente. Além disso, é preciso que a equipe de marketing digital esteja sempre atenta ao perfil do público-alvo.

Redes sociais

O marketing digital está presente nas redes sociais e lá você também consegue aumentar suas vendas! Mas, por que você deve dar tanta importância assim? O motivo é único: você deve estar onde o seu público está, para conseguir aprimorar sua marca e saber o que ele pensa de você, porque, na maioria das vezes, os comentários são tão espontâneos que fornecem muitas dicas e sugestões às marcas.

Mesmo que você não seja fã de nenhuma rede social, é importante que pelo menos tenha uma página para que não sejam criados perfis falsos da empresa com o intuito de falar mal dos clientes e expor histórias absurdas da marca. Saiba que isso também influencia o mercado e a competição.

Facebook

O Facebook é a rede social mais utilizada no mundo, inclusive é a mais acessada do Brasil. Além disso, é no Facebook que você pode investir pesadamente em publicidade, contudo, fique de olho: é preciso montar uma página do que um perfil para não delimitar a sua exposição. É nele que você pode criar postagens e estar atento com as reclamações e sugestões dos usuários.

Pare um pouco para pensar: se você recebeu um produto e não gostou, é mais rápido você acessar a página da empresa e fazer um comentário do que ligar e ficar esperando para ser atendido. O alcance é tão mais rápido que o Facebook é um canal de comunicação mais prático para a empresa entrar em contato com o cliente também, inclusive ao postar promoções e descontos imperdíveis. É mais fácil seguir a marca pelo Facebook, uma vez que você encontrará todas as novidades e saberá das novas tendências.

Instagram

O Instagram, principalmente para as marcas que focam em moda, é muito válido, pois é uma vitrine de moda e celebrações. Além disso, investir em hashtags para aumentar a exposição faz com que o usuário se identifique com a marca porque ele se sente da mesma forma, conforme as hashtags criadas, como por exemplo #domingoemfamília ou #boralá?. Isso gera a identificação entre marca e cliente, com o consequente engajamento.

Se uma marca de sapatos postar uma foto da novidade para o verão em que serão lançadas rasteirinhas e pôr a hashtag #partiupraia, terá muitos leads. Desta forma, você capta a atenção do cliente e faz ele acessar a página oficial e comprar! Tudo isso com o marketing digital focado em vendas.

Twitter

Você sabia que é no Twitter que você tem mais contato direto com o seu público? Com apenas 140 caracteres, você fala o essencial e ainda pode responder na hora alguma pergunta ou algum comentário, ainda pedindo para conferir as novidades ou até lançar promoções-relâmpagos para subir uma hashtag.

Estratégias - Consultoria em Marketing Digital

Estratégias de marketing digital em vendas

Se você quer vender mais, precisa de estratégias de vendas. Como fazer isso? Criando um planejamento de marketing digital para que as campanhas deem certo e para que os clientes fiquem engajados.

Um dos grandes erros que os empreendedores cometem é criar um planejamento de marketing digital por tempo indeterminado. Cuidado, porque se você quiser que o planejamento realmente funcione, você precisa reconhecer as transformações que ocorrem no mercado, a identificação e feedback do público-alvo e as estatísticas das suas estratégias.

É preciso ter projeção e pensar sobre o futuro, adaptando e aprimorando seu planejamento constantemente.

Se o seu foco é conquistar mais clientes e fazer com que a marca se estabilize no mercado, você precisa analisar o que aconteceu no ano anterior. Assim, você tem ideia de que pontos deram certo e aqueles que foram um desperdício e/ou significaram prejuízo.

Dessa forma, a probabilidade de criar um planejamento de marketing inteligente e com bom ROI (sigla em inglês para Return On Investment, ou seja, retorno sobre investimento) é muito maior.

Investimento em marketing digital em Vendas

De que adianta fazer um planejamento eficiente de marketing digital se você não tiver os meios para investir? Muita gente tem ideias incríveis que acabam não cabendo no orçamento, ou seja, ficam apenas no mundo das ideias. Então, antes de praticar as teorias sobre as quais tanto pensou, compensa rever o orçamento!

Não adianta investir em marketing se nem sabe por onde começar. É sempre prudente pôr tudo no papel antes de criar algo concreto. Analisar a situação do mercado, a concorrência, logística, prazos e custos levam tempo, então verifique todas essas questões para que não haja consequências muito drásticas em sua situação econômica. Uma das dicas é ser original com algo que o mercado está à procura.

A estratégia comercial tem muito a ver com marketing, pois será necessário chamar atenção do consumidor para aprimorar suas vendas, por exemplo. O foco é atender a demanda e às necessidades do consumidor, logo, você deve sair da zona de conforto para ir até ele.

E onde ele está mais conectado se não no mundo virtual? O poder tecnológico de hoje em dia com a internet vem crescendo muito, garantindo engajamento empresarial para com seus clientes. O marketing é ir atrás do consumidor ou potencial cliente, persuadindo e convencendo do seu produto. Além disso, deve-se atentar à importância do branding nessa hora, porque a empresa deve ter um nome que vende a marca, assim como o layout.

A estratégia comercial aliada ao marketing também verifica as tendências do consumo da população por meio das mídias sociais, garantindo maior contato e preocupação com o consumidor.

Página de captura para marketing digital vendas

Outra forma de vender mais com marketing digital é por meio da página de captura. Como o próprio nome diz, essa página tem como objetivo captar o contato do cliente, um e-mail ou até o cadastro do perfil de alguma rede social antes que ele continue a visita no seu site. Melhor ainda, tem páginas que após uns minutos lança um pop-up, uma segunda página, um link, para que o cliente se inscreva na newsletter ou ganhe uma promoção, por exemplo.

Assim, você não engaja só os clientes, como acaba tendo um relacionamento mais real, porque você cria uma lista de contatos maiores, entende?

A página de captura quer que o cliente faça parte da comunidade, pedindo sempre algum contato. Desta maneira, as campanhas de marketing digital podem ser definidas e visualizadas por estes consumidores, já que eles se interessaram e querem ficar por dentro das novidades e do conteúdo.

Também chamada de squeeze page, a página de captura é um formulário que o leitor pode ou não preencher e ainda, dependendo da sua ação e se ela for positiva, pode ganhar um infoproduto, como um curso online, e-book ou até desconto progressivo. O cliente precisa apenas dar alguma informação de contato e preencher, rapidamente, a inscrição.

O melhor da página de captura é que, por meio dela, você pode criar uma lista de e-mail marketing e investir no marketing digital, aumentando assim suas vendas e possibilitando um atendimento mais personalizado com o cliente.

Para que essa forma faça sucesso, angariando lucros para o nome da empresa e consequentemente status, é necessário que uma estratégia seja definida antes de criar a squeeze page e enviar o e-mail. Pensar no público-alvo, o conteúdo e o que irá ser esperado são algumas perguntas que terão de ser respondidas.

Procure ser consistente nas palavras e nas diferentes mídias de exposição – propagandas, folhetos, e-mails etc.

O que também deve ser pensado é acerca da landing page, para que o consumidor se sinta atraído para continuar a navegação.

Um dos itens mais difíceis de se tornar padrão é o modo como se escreve e a precisão do assunto. Com a rapidez em que as informações são trocadas atualmente, o cliente quer algo chamativo que o impulsione a clicar, então, primeiramente, procure não mesclar textos e imagens, já que hoje é comum o bloqueio desse tipo de mensagem. O e-mail, além de denotar a importância desse consumidor, tem de deixar claro que é apenas um convite, dando a opção para sair da lista a qualquer momento.

É interessante segmentar essa lista de contatos conforme a preferência ou nicho de cada consumidor. Assim, mensagens personalizadas e impactantes podem impulsionar os cliques e as vendas. Saber escrever o e-mail marketing e utilizá-lo da melhor forma possível o torna uma ferramenta imprescindível para que os clientes sejam ativos em campanhas publicitárias, por exemplo, ou sejam primeiramente notificados de promoções e descontos progressivos. Confiança e lealdade conquistadas.

Posso te ajudar em alguma dúvida? deixe seu comentário …